Sarna em Coelhos

22/04/2016 21:40
 
A sarna é um problema bastante frequente em coelhos, por conta disso e de extrema importância que os proprietários desses pets tenham conhecimentos mínimos sobre a doença, para que possam identificar sinais indiquem que o animal pode estar sendo acometido. A sarna é causada por ácaros, porém existem diversas espécies de ácaros, e dependendo da espécie podemos ter diferentes tipos de sarnas, mudando a sintomatologia e a localização das lesões de acordo com a espécie. Os coelhos são acometidos principalmente por três espécies de ácaros, Psoroptes communis, Chorioptes cuniculis e Sarcoptes scabiei var. cuniculi. No decorrer do artigo iremos discutir sobre as sarnas causadas por esses três tipos de ácaros diferentes. A sarna mais comum em coelhos é a auricular, que pode ser causado por duas espécies de ácaros, o Psoroptes communis e o Chorioptes cuniculis, independentemente da espécie de ácaro causadora a sintomatologia será bem semelhante, o parasita fica no interior dos condutos auditivos instalado profundamente na pele, isso acaba gerando uma irritação da pele do interior do ouvido, seguida de inflamação e formação de crostas de coloração marrom. Essas crostas podem chegar a um ponto no qual o conduto auditivo fica completamente fechado por elas, podem ser vistas a olho nu pelos proprietários. Mas geralmente os primeiros sinais que os proprietários notam são a inclinação da cabeça que o animal faz geralmente para o lado mais acometido, e o coçar de orelhas, onde algumas vezes o animal acaba até mesmo se ferindo e piorando a situação. Além disso, a sarna auricular pode cursar com inapetência e emagrecimento rápido do coelho. Outro tipo de sarna que pode acometer os coelhos é a sarna sarcóptica, que é causada pelo acaro Sarcoptes scabiei var. cuniculi, nesse caso o ácaro também penetra profundamente na pele, mas acomete locais diferentes, geralmente está presente inicialmente no focinho e nas patas do animal, e caso o animal não seja tratado as lesões acabam por se alastrar para o resto do corpo, podendo ate mesmo acometer as genitálias em casos mais avançados. As lesões causadas também são bem características, crostas marrons, e que por se apresentarem inicialmente no focinho do animal são logo notadas pelos proprietários. Os sintomas são bem parecidos com os da sarna auricular, coceira nas regiões acometidas, falta de pelo ao redor das lesões, Inapetência, que nesse caso também se deve a dificuldade de se alimentar quando o animal apresenta lesões próximas à boca, emagrecimento por conta da inapetência e dificuldade respiratória quando temos lesões próximas às narinas. Algumas medidas profiláticas podem ser tomadas para evitar o aparecimento de sarnas, como por exemplo, manter sempre gaiolas, comedouros e bebedouros muito bem higienizados, levar seu coelho para consultas de rotina com um médico veterinário, realizar quarentena no caso de animais recém-adquiridos, etc. Medidas como essas servem tanto para prevenção da sarna auricular como para a sarcóptica. O tratamento das sarnas que acometem os coelhos e relativamente simples e apresentam excelentes resultados, porém o sucesso e o tempo de recuperação do animal vão estar diretamente ligados ao tempo no qual a doença foi diagnosticada por um medico veterinário, portanto, quanto mais precoce o diagnostico melhores resultados no tratamento, atualmente no mercado temos uma vasta gama de medicamentos para o tratamento das sarnas. É de fundamental importância que os proprietários levem seus pets para consultas de rotina em um médico veterinário, de preferencia especializado, de 6 em 6 meses, para que o mesmo possa avaliar o animal, assim com certeza seu pet terá uma qualidade de vida muito maior. O texto foi elaborado pelo Dr. André Salabert, membro da equipe do Consultório Veterinário Birds e Cia/NIAAS.

 




Fonte: http://www.niaas.com.br/news/sarna-em-coelhos-%E2%80%93-a-import%C3%A2ncia-de-um-medico-veterinario/

—————

Voltar