Explicação de Comportamentos

04/06/2013 09:04
Escavar - este comportamento é normal nos coelhos. Se lhe promover um local onde seja encorajado a escavar pode salvar o seu tapete preferido das unhas dele. Experimente arranjar uma caixa com material que encoraje o seu coelho a escavar, vá experimentando.
 
Roer - para mal dos seus pecados, este comportamento também é normal e muito possivelmente não desaparece completamente com a castração/esterilização. Contudo, se lhe arranjar madeira não tratada e outros objetos com que o seu coelho se possa entreter, poderá ser capaz de controlar o comportamento. Contudo, fios e móveis vão continuar a ser apetecíveis, por isso proteja-os e se necessário use água com vinagre, pois os coelhos não gostam do cheiro.

Marcar território com urina - bem, aqui não é difícil perceber onde querem chegar. O território é seu e, portanto marcam - no com o seu odor para que seja identificável por outros. Se tiver mais do que um coelho ou outros animais, é provável que o comportamento seja mais freqüente. Aqui a castração/esterilização costuma ser muito eficaz.

Passar o queixo nos objetos e pessoas - esta é outra forma de marcar território, muito comum em fêmeas que não têm tanto o hábito de marcar com urina. Mais uma vez a questão é "isto é meu".

Correr à volta das pernas - quando os coelhos correm em círculos à volta das pernas dos donos, é puro comportamento sexual quase no seu pico. Podem acompanhar estas corridas com barulhos ou até com uns jatos menos amigáveis de urina.

Retirar pêlo da barriga - este é um comportamento típico de fêmeas grávidas, mas também um sinal de que poderá estar com gravidez psicológica.

Desaprender o uso do WC - este pode ser fomentado pela necessidade de marcar território e é muitas vezes completamente resolvido pela castração/esterilização. Uma boa dose de paciência ajuda a ensiná-lo de novo e não o tome como um caso perdido.
 
Montar - bem, este sim é o impulso sexual no seu pico. E não, não se irá resolver se optar em acasalar uma vez o seu coelho com outro, tire esses mitos da cabeça de uma vez por todas.

Cheirar - Pode estar chateado ou apenas se comunicando

Grunhidos - Normalmente zangado, cuidado ou poderá ser mordido!

Grito agudo - Magoado ou muito doente

Saltos/danças - Um sinal de pura alegria e felicidade! (veja vídeos a baixo)

Pedir - Os coelhos são pior que os cães a pedir, especialmente doces. Cuidado ao dar guloseimas, já que os coelhos obesos não são tão saudáveis como os magros.

Necessidades territoriais - As necessidades que não estão num montinho, mas sim espalhadas, são sinal de que esse território pertence ao coelho. Isto acontece muitas vezes ao entrar num novo ambiente. 

Brincar - Os coelhos gostam de empurrar e atirar objetos de um lado para o outro. Podem ainda correr como loucos pela casa, saltar, subir no sofá… bolas também são ótimas distrações para o pequeno.

Não toque nas minhas coisas - Os coelhos ficam muitas vezes chateados quando arranjamos as coisas da gaiola quando as limpamos. São criaturas de hábitos e quando tem as coisas como querem, gostam que fiquem assim.

Bater no chão com a pata - Está assustado, furioso ou tentando dizer - lhe que existe perigo (na sua opinião).

Ranger os dentes - Indica contentamento, como o ronronar dos gatos. Se os rangidos forem altos, pode indicar dor intensa, ou que os dentinhos estão muito grandes. Neste caso, leve-o ao veterinário para desbastar um pouquinho.

Jogo do Pega-Pega - Ele vem até você, mas quando tenta pegá-lo, ele sai correndo. Geralmente, filhotinhos fazem isso, treinando para não serem pegos por predadores. Não esqueça que quando ele corre, quer que você vá atrás dele!!
 

Vale lembrar que cada coelho tem uma mania. Não são todos iguais. Alguns gostam de colo, outros não admitem, alguns gostam de brincar, outros são mais calmos. 

—————

Voltar