Coelho Gigante de Flandres

01/04/2014 21:06
Originário provavelmente da Bélgica, pela seleção do coelho selvagem domesticado. Não existem registros da formação desta raça, o que demonstra sua antiguidade. O nome de Gigante provém de seu extraordinário tamanho quando comparado com o de outras raças de coelhos, chegando algumas fêmeas a pesar quase 10 Kg. Quando jovem, dá carne de qualidade razoável e pele grande, apesar dos pelos não serem tão densos como em outras raças.
Quando adultos pesam de 6 a 8 kg. Os animais com menos de 5 Kg com um ano ou de pesos exagerados devem ser eliminados. Comprimento de 80 a 100 cm, 90 em média, tomado da ponta do focinho à ponta da cauda. A fêmea é maior.
É uma raça grande, tardia e não das mais rústicas, devendo ser criada em gaiolas espaçosas (80x80 cm) e requerendo muita atenção do criador.
As coelhas são pouco prolíficas, dando de 04 a 07 láparos por parição. Criam mal, por cujo motivo se deve deixar apenas 03 a 04 láparos ou simplesmente 02, quando se trata da primeira cria. Devem ser cobertas aos 06 meses, porém os machos só devem cobrir a partir de um ano de idade. Os láparos são delicados, muito sensíveis à umidade e ao vento. As fêmeas de ressentem da amamentação, que não deve se prolongar muito.
Os animais desta raça sofrem muito com o calor em excesso e devem ser bem protegidos. É uma raça indicada para criações em pequena escala, e na criação industrial, usada somente nos cruzamentos com outras raças para melhorar a qualidade da carne e a precocidade; uma vez que a carne dos adultos é mole e muito gordurosa devendo ser os animais abatidos antes de um ano. No Brasil é uma das raças mais conhecidas, apresentando variada cor da pele.
 


 
Fonte: http://cuniculturamussoi.blogspot.com.br/2009/01/coelho-gigante-de-flandres.html

—————

Voltar